UniBrasil Centro Universitário recebe Graziela Schneider

O UniBrasil Centro Universitário recebe, no dia 03 de maio (quinta-feira), às 19 horas, no Auditório Edla Van Steen, a feminista e doutora em Literatura Russa, Graziela Schneider. Convidada do Projeto Academia UniBrasil, a palestrante falará sobre “As revoluções das mulheres russas e soviéticas”.
O tema é referente ao seu novo livro, A revolução das mulheres, baseado na manifestação que reuniu, em 1917 na Rússia, mais de 90 mil mulheres contra o tsar Nicolau II e a participação do país na Primeira Guerra Mundial. O evento, que também exigia melhores condições de trabalho e o fim imediato da fome que se alastrava pelo país, tomou proporções inimagináveis e culminou na chamada Revolução de Fevereiro, um prenúncio da Revolução de Outubro, que derrubou o tsarismo, deu o poder aos sovietes e levou à construção da URSS.
Para marcar o centenário dessa data incendiária, Graziela produziu uma antologia com dezenas de artigos, atas, panfletos e ensaios de autoras russo-soviéticas produzidos nesse contexto de convulsão social e política. Nesses textos de intervenção e reflexão sobre a condição e a emancipação da mulher, destaca-se sobretudo a importância da igualdade entre os gêneros na defesa da classe trabalhadora: a separação entre mulheres e homens interessava apenas ao capital, para a Revolução, a luta deveria ser conjunta. “Percorrendo temas como feminismo, emancipação, trabalho, luta de classes, família, leis e religião, permite distinguir que houve, de fato, a conquista de direitos desde então, mas também demonstra que diversos critérios desiguais continuam em vigor, o que torna os textos, apesar de clássicos, mais atuais do que nunca”, diz a educadora do UniBrasil, Wanda Camargo.

Sobre a convidada

Graziela Schneider é graduada em letras russo e português pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, e já trabalhou nas áreas de tradução e interpretação para os Escritórios do Fórum Social Mundial e Europeu, colaborou com a Marcha Mundial das Mulheres e foi professora substituta de língua e literatura russa na UFRJ. Para suas pesquisas, traduziu do russo oito contos inéditos da coletânea Primavera em Fialta e três capítulos da autobiografia Outras margens, de Vladímir Nabókov. Traduziu diversas autoras e autores russos, entre outros, destacam-se: Minha descoberta da América, de Vladímir Maiakóvski (Martins, 2007) e O cadáver vivo, de Lev Tolstói, em parceria com Elena Vássina (Peixoto Neto, 2007); textos de Os últimos dias de Tolstói (Companhia das Letras, 2011). Para a Nova antologia do conto russo (1792-1998) (Editora 34, 2011), traduziu L. Tolstói, Ivan Búnin, V. Nabókov, Nadiêjda Téffi, Tatiana Tolstáia, Liudmila Petruchévskaia, Daniíl Kharms, e Aleksánder Grin, este último em colaboração com Denise Sales. Para a Antologia do Pensamento Crítico Russo (1802-1901) (Editora 34, 2013), Nikolai Gógol, Pável Ánnenkov e Fiódor Dostoiévski, os dois últimos em parceria com Ekaterina Vólkova Américo; para a Grua, “A Briga dos Dois Ivans”, de N. Gógol (Grua, 2014); para a StoryMax, “As Ostras”, de Tchékhov, de russo para espanhol (2016). Outros temas de interesse da palestrante, além da língua, literatura e cultura russa são os estudos sobre as Epistemologias Feministas, os Estudos de Gênero, as escritas de si; memória e história; Estudos Afro-Asiáticos; literaturas árabes; literaturas eslavas; Teoria Literária; Linguística.
Informações e inscrições disponíveis no site: https://www.unibrasil.com.br/

Views All Time
Views All Time
48
Views Today
Views Today
6
Facebook Comments