Melhoria na educação faz município catarinense dar salto de desenvolvimento

Campo Alegre passou da 226ª posição para a 45ª e o bom desempenho da educação municipal contribuiu para o avanço

A educação é um dos principais caminhos para o desenvolvimento de uma nação e a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Em Campo Alegre (SC), o avanço dos indicadores educacionais ajudou o município a melhorar a posição no IFDM (

Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal). O levantamento é um estudo do Sistema FIRJAN (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico dos mais de 5 mil municípios brasileiros.Em 2011, Campo Alegre ocupava a 226ª posição entre todos os municípios catarinenses. A partir de então, a cidade deu um salto, passando para a 45ª posição estadual, no último relatório. A cidade alcançou, em 2016, a nota 0,8006, sendo assim avaliada como de alto desempenho. O índice varia de 0 a 1 ponto para classificar o nível de desenvolvimento das localidades, distribuídas em quatro categorias: baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4 a 0,6), moderado (de 0,6 a 0,8) e alto desenvolvimento (0,8 a 1). Criado em 2008, o IFDM é feito, exclusivamente, com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde. A nota da educação – 0,8216 – uma das que mais melhorou, foi responsável, junto com o desempenho na área de saúde, por elevar o município a um novo patamar.

Para a secretária de educação de Campo Alegre, Leda Munhoz Odia, a educação de um país é o coração de uma nação – e é por meio da educação que se formam pessoas capazes de transformar e desenvolver o meio em que vivem. “Campo Alegre se orgulha em ter um ensino de qualidade, construído por professores comprometidos, capazes de transformar a vida de uma criança”, comemora Leda.

O município é conveniado ao Sistema de Ensino Aprende Brasil desde 2015. A parceria é fruto da visão dos gestores municipais de Campo Alegre de que a educação do município precisava de um sistema que trouxesse a melhoria do ensino além de instrumentos – tanto para fins diagnósticos, como para a avaliação da aprendizagem. “Em parceria com um sistema de ensino de qualidade, conseguimos desenvolver e fortalecer nossa educação, tornando-se um Município destaque na região”, completa a secretária.

“Quando iniciamos a gestão em 2013, elegemos a Educação e Saúde como nossas prioridades dentro da administração municipal. Investimos na infraestrutura, mas também soubemos valorizar os profissionais. Hoje, vemos a cidade se destacar nos principais índices relacionados à Educação. Adotamos um sistema de ensino que alavancou a educação municipal. É gratificante e sabemos que isso é resultado de muito trabalho”, reforça Rubens Blaszkowski, prefeito de Campo Alegre. Para a gerente de produto do Sistema de Ensino Aprende Brasil, Damila Bonato, “está claro que educação pública de qualidade é possível e não cabem mais discursos e justificativas contrárias. Devemos valorizar e respeitar a educação como principal mecanismo de desenvolvimento humano”.

 

Sobre o Aprende Brasil

É um sistema de ensino completo, dinâmico e moderno.  Oferece um conjunto de soluções para a rede de ensino pública – que contempla material didático, o Portal Aprende Brasil, assessoria pedagógica aos professores e uma coordenação pedagógica regional – que auxilia os gestores educacionais no processo de implementação do sistema na região, oferece atendimento às demandas educacionais específicas da localidade, orienta e participa de reuniões com coordenadores e diretores das escolas, além da comunidade escolar. O material vem com capa personalizada para cada município e os livros são integrados, apresentando conteúdos e atividades de todas as áreas do conhecimento. O Portal possui home page personalizada para cada cidade e está disponível para alunos e professores, com links específicos que se integram ao livro didático. Já a assessoria pedagógica atende aos docentes por meio de cursos presenciais e à distância, utilizando de estratégias como webconferências, web atendimentos e e-mails. O sistema possui dois métodos de avaliação: o Hábile (Sistema de Avaliação Positivo) e o SIMEB (Sistema de Monitoramento Educacional do Brasil). Está presente em mais de 2 mil escolas públicas, fazendo a diferença na vida de mais de 240 mil alunos de cerca de 220 municípios brasileiros.

Views All Time
Views All Time
70
Views Today
Views Today
1
Facebook Comments